Como gerenciar projetos parte 2

Se você ainda não leu a 1ª parte sobre gerenciar projetos, é melhor começar por ela para conseguir absorver todo o conteúdo. Nela falamos um pouco sobre as áreas de gestão de projetos, e demos uma maneira de estruturar o gerenciamento de projetos de uma forma mais simples.
Gerenciar projetos não é tarefa fácil, por isso separamos em 3 etapas que respondem perguntas simples sobre o assunto (O que realizar? Como realizar? Como gerir?).
No post anterior falamos só sobre “O que realizar?”, então nesse, para finalizar, vamos falar das duas outras etapas.
Lembrando que este texto é para se ter uma ideia sobre cada área, com o propósito de te ajudar a pensar de uma maneira mais estruturada ao gerenciar projetos.

Como realizar?

Agora que já concluímos a parte de “O que realizar”, vamos para a parte de como realizar.
Vamos focar nesses 4 pontos:

Tempo: desenvolvimento do calendário

Para criar um calendário de trabalho é preciso ter passado pelos passos anteriores. Isso porque vai ter mais informações sobre o projeto. Então agora é a hora de especificar as atividades, tempo e recursos necessários.

Recursos e aquisições: determinando e designando

Agora que temos o passo anterior definido, é preciso definir, se para executar as atividades definidas será preciso contratas pessoas terceirizadas ou se a equipe interna vai fazer.

  • Recursos: Equipe interna
  • Aquisições: Serviço terceirizado

Custos: definição dos custos

Dar o preço de um produto no começo do projeto é quase que dar um tiro no pé. Afinal, no início do projeto não se sabe ao certo os custos que terá. Não se sabe se vai usar os recursos da empresa ou se irá terceirizar, por exemplo.
Por isso a importância de passar por todas as etapas até chegar na precificação. Para não dar valor errado e ficar no prejuízo!

Como gerir?

Vamos agora entender como gerir falando sobre as principais etapas para juntar tudo que leu e entendeu até agora!

Integração: incluir todos os setores

O líder do setor deve ter como foco a integração, afinal, é uma etapa extremamente importante. Logo, se é tão importante assim, é bom que seja feita pelo líder do setor, e não por qualquer outra pessoa. Já outras tarefas como definir e controlar cronograma, avaliar riscos, contratação de terceiros… podem ser passadas para serem executadas por outra pessoa.
A integração é responsável por ligar todas as áreas e avaliar as consequências de cada uma na outra.

Comunicação: porque é tão importante

Comunicação é a última mas não a menos importante parte deste post, muito pelo contrário. Isso porque a comunicação é a chave para muitas coisas em uma empresa, desde as menores até as gigantescas.
E sim, a comunicação pode causar muitos problemas se não feita com atenção.

 

Gerenciar projetos, conclusão:

Mas depois de todas essas etapas é importante lembrar que vai ser preciso voltar em etapas que já tenham sido encerradas, isso porque algo lá pra frente não pode ter dado certo por coisas definidas no começo. Então é normal e essa sequência de etapas não é uma ciência perfeita, mas pode ajudar e muito a estruturar as coisas ao gerenciar projetos.

 

Conheça nossos produtos para automação industrial:

Acelerador de torno
Alimentador de barras
Supervisório fabril

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *